Faeg e Senar Goiás oferecem atendimento médico para população de Jaupaci

  • Data: 28/07/2015

Michelle Rabelo Faeg Senar em Ação chega pela terceira vez ao município de Jaupaci. Foto - Larissa Melo

“Cheguei cedo. Não é todo dia que a gente tem atendimento médico de qualidade e de graça”, disse a aposentada Geralda Sérgia da Silva, 85 anos, que participou do Faeg/Senar em Ação, realizado no último sábado (25), no município de Jaupaci, há 204 km da capital. Moradora da cidade, Geralda fala com prioridade sobre a falta de médicos especialistas para atender a população de cerca de três mil habitantes. Ela conta que se desloca até São Luiz sempre que precisa de um atendimento específico. Esta foi a terceira vez que a iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) e da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) esteve na cidade e, assim como nas duas primeiras edições, recebeu a aprovação em massa de quem esteve no local em busca de atendimento médico e serviços de cidadania. Ao todo, mais de 950 mil atendimentos foram realizados.

 

No sábado (25) o Faeg/Senar em Ação, cujo palco foi a Escola Municipal Geraldo de Oliveira, contou com a parceria da prefeitura e do Sindicato Rural de Jaupaci. O presidente da Faeg e do Conselho Administrativo do Senar Goiás, José Mário Schreiner, fez a abertura oficial do evento e destacou a importância do cuidado com a saúde da população. “Ao longo no meu trabalho pude observar a carência da população no quesito acesso à saúde. No meio rural e principalmente nos municípios menores existe uma dificuldade gritante em relação a esse tema. Estar à frente do Conselho Administrativo do Senar Goiás e participar de iniciativas como o Faeg/Senar em Ação me deixa muito orgulhoso. É muito fácil cuidarmos de nós mesmos, mas isso não basta. Precisamos cuidar do outro”.

População teve acesso à vários atendimentos. Foto - Larissa Melo

 

Entre os atendimentos disponibilizados à população, estavam: clínico geral, ginecologista, pediatria, dermatologia, odontologia, oftalmologia e ortopedista. Os jaupacienses também puderam realizar teste de glicemia, aferição de pressão e cálculo do Índice de Massa Corpórea (IMC). Os homens tiveram acesso ao PSA e as mulheres ao exame preventivo (Papanicolau). No que diz respeito à cidadania, o dia contou com cadastro de CPF, emissão de Carteiras de Identidade e foto 3X4. Além da população de Jaupaci, também foram atendidos moradores de Iporá, Israelândia, Diorama, Fazenda Nova e Montes Claros de Goiás.

 

A aposentada Geralda Sérgia da Silva, 85 anos, foi até o local em busca de atendimento oftalmológico e aproveitou para levar o filho, Otávio Pereira da Silva, 45 anos, que fez o exame PSA. “Eu tenho diabetes, colesterol e problemas de coluna. Fica muito difícil precisar viajar em busca de atendimento. Às vezes só consigo me consultar pagando. O Faeg/Senar em Ação é uma benção”. Geralda também explica que o filho nunca conseguiria fazer o exame de prevenção ao câncer de próstata sem a iniciativa da Faeg e do Senar Goiás. “O Otávio também não se cuida direita por causa da dificuldade em encontrar um médico bom e que atenda pelo SUS – Serviço Único de Saúde”.

 

Sobre casos como o de Geralda Sérgia, José Mário Schreiner aproveita para destacar a carência da população em relação a profissionais especialistas. “No estado de Goiás, apenas 17 cidades possuem oftalmologistas em seu quadro de médicos. Quem mora em Jaupaci, por exemplo, tem que ir até Iporá e às vezes desembolsar até R$ 200 por consulta. O Faeg/Senar em Açã"o é nossa oportunidade de ajudar o produtor e sua família”. Schreiner fez questão de elogiar o trabalho feito pela Prefeitura e pelo Sindicato Rural de Jaupaci. “Existem 246 municípios em Goiás e minha vontade é levar a iniciativa a todos, mas nos municípios como Jaupaci, onde temos terreno fértil para plantar nossas parcerias - fica muito mais fácil”.

Geralda Sérgia fala da dificuldade em encontrar atendimento médico na cidade. Foto - Larissa Melo

 

Durante a abertura, José Mário recebeu três ofícios assinados pelo prefeito da cidade. Os documentos solicitaram apoio de Schreiner para pleitear, junto ao governador Marconi Perillo, a nomeação de um funcionário para a Agrodefesa, em Jaupaci, a compra de uma pá carregadeira para a cidade e a contratação de um patrolamento para os assentamentos São José e Padre Galileu. “Pedir sua ajuda para solucionar nossas demandas é dar um passo em direção das conquistas, pois a gente sabe que o senhor trabalha duro pelo homem do campo”, disse para o presidente da Faeg.

 

Também participaram da solenidade no sábado (25) o presidente do Sindicato Rural, Laerte Dourado dos Santos; o prefeito, Absalon Batista; as secretárias de Assistência Social, Diva Maria, de Saúde, Ivone Mendes e de Administração, Jacilene Xavier.

 

Ao final da manhã, Schreiner plantou a muda de Ipê amarelo – que é o símbolo do programa Campo Saúde – e descerrou a placa que ficará dentro da instituição de ensino.