Às margens do Barro Preto, Trindade protege nascente

  • Data: 29/10/2015

Michelle Rabelo

 Ás margens do córrego Barro Preto, o município de Trindade recebeu Programa Nacional de Proteção de Nascente. Foto: Fredox Carvalho

Ás margens do córrego Barro Preto, o município de Trindade recebeu na manhã desta quinta-feira (22), o lançamento do Programa Nacional de Proteção de Nascentes. O lugar não poderia ter sido mais propício, já que no córrego foi encontrado o medalhão da Santíssima Trindade, objeto adorado que acabou dando origem à cidade. Com uma meta regional de proteger 200 nascentes, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás) firmou mais essa parceria em prol do meio ambiente e segundo o presidente do Conselho Administrativo da entidade, José Mário Schreiner, esse é só o começo. “Queremos estender a iniciativa à zona rural e à região leste da cidade, onde sabemos que existem outras nascentes precisando de proteção”, disse.

A iniciativa faz parte das ações da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e da Administração Central do Senar, que em março deste ano fizeram o lançamento nacional do Programa com o objetivo de proteger e recuperar nascentes em todo o Brasil, envolvendo a participação de todos os estados. Segundo José Mário, o objetivo desta quinta-feira (22) também é foi a preocupação do setor agropecuário com a preservação da biodiversidade brasileira. O Programa é composto por 5 etapas: identificação da nascente, cercar o local, limpeza da área, controle da erosão e replantio de espécies nativas. A meta nacional é proteger mil nascentes até o final do ano.

Schreiner e Jânio plantam mudas de árvores nativas durante solenidade. Foto - Fredox Carvalho

Ao lado de Schreiner, o prefeito da cidade, Jânio Darrot, aproveitou para agradecer a Marinho de Melo, na ocasião representado pelo neto. O proprietário do local onde fica a nascente Barro Alto doou as terras para a prefeitura. “Hoje estamos vivenciando na pele a escassez de água. Abraçar uma nascente é de suma importância, não só para o agora, mas para o futuro. Por isso, a iniciativa do Senar Goiás é tão louvável”, disse.

Schreiner defende ainda que o Programa vai possibilitar a interação com todos os envolvidos no agronegócio e na agropecuária. “Esse tipo de ação é fundamental não só para o cumprimento de uma legislação ambiental, mas principalmente para mostrar que os produtores rurais, juntamente com as instituições representativas, são protagonistas na proteção do meio ambiente, já que são os maiores interessados em proteger e preservar o meio ambiente, pois dele dependem para viver e para manter a sobrevivência do próprio negócio”.

José Mário, que também é presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) fez questão de destacar o trabalho que vem sendo realizado pela prefeitura de Trindade. “é sempre muito bom vir até aqui, pois sei que temos espaço propício para o desenvolvimento de nossas ações e gente empenhada para tirá-las do papel”. Ele explicou que o município já é o oitavo da lista de cidades que receberam a iniciativa, mas o trabalho está apenas começando. “Munidos de mudas nativas e uma vontade imensa de mostrar que, sim, também é papel da agropecuária cuidar do meio ambiente, seguimos identificando e preservando as nascentes do nosso Goiás. Hoje em Trindade demos o primeiro passo para uma caminhada bonita e necessária em prol da natureza. É também o início de um trabalho conjunto que visa cuidar do nosso bem mais precioso: a água. Principalmente nesse momento em que atravessamos uma crise hídrica tão complicada. A meta nacional é proteger mil nascentes, mas meu palpite é que com tanta gente boa empenhada, vamos fazer isso só em Goiás”, pontuou.

Por fim, José Mário, se comprometeu a sugerir a criação de uma Emenda Parlamentar (EP) para a compra de uma motoniveladora para Trindade. O equipamento deve ser utilizado para recuperar estradas vicinais e auxiliar produtores rurais do município.

Pequenos de olho no meio ambiente

Antes de lançar o programa, José Mário participou do lançamento da reforma da Escola Municipal Professora Messias Bits. Foto - Fredox CarvalhoAntes de lançar o programa às margens do Barro Preto, José Mário participou do lançamento da reforma da Escola Municipal Professora Messias Bits, instituição de ensino que, desde 2011, faz parte do programa Agrinho – iniciativa do Senar Goiás. No local, onde estudam cerca de 800 alunos – entre Jardim I e 5º ano – salas de aula, copa, área recreativa, entre outros, foram reformadas, mas o ponto alto da manhã foi a alegria do quadro de colaboradores em saber que a partir de agora terão mais condições de oferecerem formação de qualidade aos pequenos.

“Ao percorrer os corredores do local senti meu peito se encher de orgulho. Pude ver melhoras na infraestrutura, mas acima de tudo, senti o carinho dos professores, a dedicação dos funcionários e a gratidão dos alunos. Hoje o país vive uma crise política, econômica e ética gravíssima. Ver de perto uma ação que aposta na educação, nas crianças, no futuro é animador. Sinto orgulho de ser brasileiro. A escola, que fortalece o time Agrinho, agora vai contar com infraestrutura de primeira para formar nossas crianças”, disse, durante o evento, José Mário Shreiner.

“No quesito educação, o programa Agrinho contribui muito para que nossos alunos cresçam com maior consciência sobre a importância de cuidar do meio ambiente”, esclarece a diretora da escola, Alessandra Cintra. Alessandra destaca ainda que gerir é muito mais que administrar. “Temos em nossas mãos a responsabilidade de formar essas crianças. É por meio delas que vamos definir o que vamos deixar para o futuro. Diante disso, conscientização precisa ser a palavra de ordem”. Segundo a coordenadora do Agrinho na escola, Maria da Glória Silveira, o programa mudou a realidade da instituição. Ela conta que a diferença de atitude por meio das crianças é notória. “Recebemos depoimentos de famílias que também sentem isso. É um processo pedagógico valiosíssimo”.