Senar lança Rede e-Tec para capacitação técnica de nível médio à distância

  • Data: 27/11/2014

Processo seletivo 2015/1Senar Central

A partir deste mês, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) assume um nível mais elevado de responsabilidade na missão de levar a educação profissional ao campo. Aderindo à Rede e-Tec Brasil, do governo federal, o Senar passa a oferecer também cursos técnicos de nível médio à distância. O portal da Rede e-Tec Brasil Senar já com inscrições abertas para o processo seletivo do Curso Técnico em Agronegócio. Em Goiás, haverá um polo para apoio presencial, em Alexânia e 40 vagas já estão disponíveis.

Facilitando o acesso ao ensino técnico, o Senar, espera melhorar a qualidade de vida do Brasil rural e contribuir para evitar o êxodo para os grandes centros. O último censo demográfico do IBGE, em 2010, mostrou que, embora em ritmo menos acelerado, a população rural brasileira segue minguando. Para se ter ideia, de 1996 a 2006, 3 milhões de jovens, com idade entre 15 e 29 anos, trocaram o campo pelas cidades, entre outras coisas, para estudar. Ainda assim, segundo levantamento da Secretaria Nacional de Juventude, mais de 8 milhões de jovens brasileiros vivem no campo.

“Desses jovens depende a capacidade produtiva e a soberania alimentar do Brasil” - salienta o secretário executivo do Senar e presidente do Sindicato Rural de Alexânia, Daniel Carrara. E continua: “Por isso estamos dando uma grande guinada em nossa estrutura educacional, abrindo novas portas de acesso ao ensino técnico e tecnológico para homens e mulheres do meio rural. A educação de qualidade é, sem dúvida, a melhor forma de inclusão social e melhoria da qualidade de vida no campo”, completa.

Carrara explica que a Rede e-Tec Brasil Senar vai assegurar um ensino diferenciado, com os conteúdos didáticos direcionados à realidade do campo. “O jovem com formação adequada pode encontrar excelentes oportunidades de trabalho no meio rural e com a educação à distância vamos atender aqueles brasileiros que não podem deixar as atividades do dia a dia para frequentar um curso presencial, e nem se deslocar para aprender. A possibilidade de aprender, de graça, no horário e local que o próprio aluno escolhe é uma verdadeira democratização do conhecimento, que não pode ficar guardado” afirma.

Polos de apoio presencial em todas as regiões

As inscrições ao processo seletivo do Curso Técnico em Agronegócio irão até o dia 10 de dezembro, com o início das aulas previsto para fevereiro de 2015. Serão abertas, nesse primeiro curso, 1310 vagas. Com 1.230 horas/aula, ele terá duração de dois anos e, embora seja predominantemente à distância, inclui uma parte presencial, que deverá ser cumprida em polos de apoio, montados em diversas regiões do país. No caso de Goiás, o primeiro polo é em Alexânia, na sede do Sindicato Rural.

A meta do Senar, em um futuro próximo, é formar uma rede de cobertura nacional com mais de 100 polos de apoio presencial e garantir 20 mil vagas somente no curso Técnico em Agronegócio. Inicialmente, 20 unidades foram estruturadas em nove estados: Amazonas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Sergipe. Todas já com infraestrutura física, tecnológica e professores, prontas para o início das atividades e contando com salas de aula e videoconferência, laboratórios de informática, bibliotecas e todos os requisitos de acessibilidade para portadores de necessidades especiais.

Para o chefe do Departamento de Inovação e Conhecimento do Senar, Luís Tadeu Prudente Santos, a oportunidade de parceria oferecida pelo governo federal, por meio da Rede e-Tec Brasil é como o empurrão que faltava para que a entidade decidisse enfrentar o desafio de levar ao campo o ensino técnico de nível médio, na modalidade a distância. Em seus quase 23 anos de atuação, o Senar já beneficiou mais de 62 milhões de brasileiros com programas de promoção social e cursos de formação profissional rural. “Nessa nova etapa, vamos continuar valorizando a associação do conhecimento técnico com a prática e mantendo o mesmo padrão de excelência de ensino que sempre foi oferecido pelo Senar”, assegura Luís Tadeu.

 

Para matricular-se, clique aqui: http://etec.senar.org.br/