Guapó e Cezarina recebem presidente do Conselho do Senar

  • Data: 27/11/2014

 


                                                                                                 
Gilmara Roberto

Turma de doma racional de equídeos é liderada pelo instrutor Hélio Fábio Guerra. Foto: Fredox CarvalhoO presidente do Conselho Administrativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) de Goiás, José Mário Schreiner, realizou visitas a treinamentos de doma racional e ordenha mecânica nessa terça-feira (25/11). Nos municípios de Guapó e Cezarina, respectivamente, participantes e instrutores falaram sobre os processos de aprendizado e da importância dos cursos para a melhoria de seus exercícios profissionais.

Em Guapó, José Mário destacou que Goiás já se consolidou como um estado que oferece oportunidade para quem nasce aqui e para quem vem de fora. E que para que a agropecuária do Estado continue crescendo, é determinante que os trabalhadores estejam capacitados. “Em 2013, 51 mil pessoas vieram para Goiás procurar emprego. Temos vagas, mas precisamos investir na profissionalização das pessoas. De nada adianta um Estado rico se as pessoas não estiverem capacitadas”, avaliou o presidente.

O Senar Goiás realiza cerca de 250 treinamentos por semana e capacita cerca de 60 mil pessoas por ano. José Mário, que iniciou no mês de novembro uma série de visitas aos treinamentos do Senar, considera que ainda mais importante que capacitar é avaliar os resultados desse curso na vida dos trabalhadores. “Um certificado não vale muita coisa se aquilo que se aprende não se converte em resultados positivos na vida das pessoas. Nosso trabalho no Senar é fazer, acima de tudo, com que a vida das famílias do campo melhore por meio do trabalho qualificado e, consequentemente, da elevação da renda”, destacou.


Doma Racional


Túlio Caetano, proprietário da Fazenda Mata da Posse, onde foi realizado o treinamento de doma racional, em Guapó, considerou que a visita de José Mário, acompanhado de equipe, evidencia a atenção do Senar em oferecer capacitação de qualidade. “A visita mostra que todos estão preocupados em saber o que acontece na ponta e em conhecer a realidade em que a gente trabalha”, declarou.

A presidente do Sindicato Rural de Guapó, Maria das Graças Borges Silva, o superintendente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Claudinei Rigonatto, o gerente sindical da Faeg, Antelmo Teixeira e o supervisor do Senar Goiás Antônio Carlos de Lima Neto, participaram dos encontros. Para o instrutor de doma, Hélio Fábio Guerra, a visita aproxima diretoria e trabalhador rural. “A vinda deles à fazenda é importante porque toda a diretoria vê a realidade dos nossos treinamentos. A interação com o participante mostra que, no Senar, não há distinção entre diretoria, instrutor ou participante”, ponderou o instrutor.

Ordenha


A Fazenda Boa Esperança 3G investe em tecnologia e na capacitação dos trabalhadores. Foto: Fredox CarvalhoA Fazenda Boa Esperança 3G, em Cezarina, é referência em produção de leite e recebeu o curso de ordenha mecânica do Senar Goiás. “Junto das pessoas, podemos compreender melhor o que está acontecendo e como podemos fazer mais pelo trabalhador do campo e pelo produtor rural, ainda mais numa propriedade com tanta tecnologia como a Fazenda Boa Esperança”, avaliou José Mário Schreiner.

Visitas aos sindicatos
Na quarta-feira (25/11), o presidente da Faeg percorreu ainda os Sindicatos Rurais de Indiara, Firminópolis, Nazário e Palmeiras. As visitas reuniram produtores rurais e diretorias das unidades municipais para apresentar demandas e avaliar os trabalhos de 2013.