Senar Goiás reúne instrutores do Pronatec para capacitação

  • Data: 19/11/2014

Catherine Moraes

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) Goiás reuniu, durante esta segunda-feira (22), cerca de 100 instrutores do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Juntos, eles participam do Encontro Técnico 2014 a fim de compartilhar as novidades dos próximos cursos e também as principais dúvidas relacionadas aos processos físicos e financeiros do programa. O evento está sendo realizado no Hotel Vivence, em Goiânia e segue até o final da manhã desta terça-feira (23).

Vice-presidente institucional da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Bartolomeu Braz realizou a abertura do encontro juntamente com o superintendente do Senar Goiás, Eurípedes Bassamurfo. Na ocasião, Bartolomeu ressaltou a seriedade do programa e os frutos colhidos pelo Sistema. “Goiás hoje é exemplo quando comparado com o restante do país. Sabemos que muitos jovens tiveram o primeiro emprego após cursarem o Pronatec pelo Senar Goiás. Vocês estão na base e levam o nome do Senar Goiás”, completou.

Eurípedes também agradeceu a presença de todos e falou sobre a importância de educar não só desenvolvida pelo Pronatec, mas também pelos demais programas desenvolvidos pelo Senar Goiás. “Começamos a desenvolver o Pronatec com 5 mil alunos e hoje chegaremos a 8 mil. Isso tudo é porque a juventude está enxergando a necessidade do conhecimento. Temos o Agrinho, os cursos e treinamentos do Senar de Formação Profissional Rura (FPR) E Promoção Social (PS), e agora Educação à Distância (EaD)”, pontuou.

Instrutora há dois anos, Carla Silva afirma que o encontro é de extrema importância para o desenvolvimento e qualificação dos educadores, principalmente no que diz respeito aos relatórios e dúvidas técnicas. Ela que é mestre em zootecnia, diz que o trabalho realizado é gratificante. “Eu sempre fui apaixonada pela linha acadêmica e trabalhar com adolescentes tem sido uma experiência muito boa. Conseguimos ver, de forma clara, as sementes que plantamos. Eles vão se identificando com a futura profissão ao longo do curso”, completou.

Pronatec Agro 

Durante o Encontro, os técnicos puderam ainda conhecer mais sobre o Pronatec Agro que irá entrar em ação nos próximos dias. Diferente do Pronatec já existente, que trabalha com adolescentes no Ensino Médio, o Pronatec Agro tem como público alvo técnicos já formados ou em conclusão do curso.

Rosilene Jaber, coordenadora do Pronatec do Senar Goiás explica que os novos cursos possuem 240 horas, em média. Isto porque, matérias como metodologia, gerenciamento e software são obrigatórios e, além disso, é possível escolher entre cinco diferentes capacidades tecnológicas: agricultura orgânica, bovinocultura de leite, bovinocultura de corte, horticultura e integração Lavoura-Pecuária-Floresta (LPF).