Senar Goiás reúne mobilizadores e discute planejamento

  • Data: 19/11/2014

Luiz Fernando Lemes

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) Goiás reuniu na tarde desta terça-feira (23) cerca de 100 mobilizadores para alinhar, expor pontos de vista e fortalecer toda a cadeia do sistema. Juntos, eles participaram do Encontro Técnico de Mobilizadores 2014 e discutiram sobre os programas especiais do Senar, traçando os pontos fortes e as ações que ainda podem ser melhoradas. O evento está sendo realizado no Hotel Vivence, em Goiânia, e seguirá até a manhã desta quarta-feira (24).

O Presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Leonardo Ribeiro, fez a abertura do encontro e ressaltou a importância dos mobilizadores como peças fundamentais no elo entre o conhecimento e o trabalhador rural. “Devemos conhecer a realidade desde o pequeno até o grande produtor. Temos o foco voltado para melhor a renda e o bem estar das famílias”, pontua o presidente.

Leonardo também afirmou que deve ser levado em consideração a realidade do setor agropecuário que cresce cada dia mais e exige a qualificação da mão-de-obra rural. Além disso, o crescimento do número de consumidores exigentes também obriga um trabalho mais forte de todos envolvidos no processo de aprendizagem. “O trabalho de vocês (mobilizadores) é nobre e gratificante porque acreditam que o esforço e a estrutura oferecida pelo Senar poderão mudar a situação de muitas famílias”, afirma.

Durante o evento, foram abordados os Programas Especiais do Senar, dentre eles o Campo Saúde, Pronatec, Agrinho, Balde Cheio, Assistência Técnica Rural e Equoterapia. “Levantaremos algumas dificuldades na mobilização para que possa mudar algumas estratégias para alcançar a nossa missão que é auxiliar o produtor rural e os trabalhadores”, explica a gestora do Departamento de Projetos e Inovação do Senar, Rosilene Jaber.

Além disso, foram apresentados durante o encontro as ações e planejamentos do Senar para 2014/15, o quadro de Programas Especiais do Departamento Técnico e Inovação e o pacto de resultados, traçando os pontos fortes e o que poderá ser melhorado nos programas.

Benefícios aos trabalhadores rurais

Instrutor há quatro anos da cidade de Cromínia, José Sinomar Bessa afirma que o trabalho de mobilizador é voltado para levar o conhecimento ao homem do campo e diz que alerta os trabalhadores para ficarem atentos ao desenvolvimento profissional. “Quando o curso termina, procuro passar para eles que o saber não ocupa espaço e que tudo que está aprendendo deve ser voltado para o rendimento e o progresso. O trabalhador não deve ficar parado só com a aprendizagem, mas deve aprender e continuar o trabalho”, afirma o mobilizador.

Já o mobilizador da cidade de São Luís de Montes Belos, Wesley Ferreira Silva, ressalta que ainda há muito trabalho a ser feito para que as famílias do campo possam progredir. “Os cursos são importantes porque, em muitas propriedades, vemos o trabalho sendo feito como antigamente. Além disso, contribuem para ajudar o produtor rural na questão da renda”, comenta Wesley.