Gestores de Goiás participam de capacitação do Senar Brasil

  • Data: 31/05/2016

Assessoria de Comunicação, com informações do Senar Brasil
O Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse do Governo Federal (Siconv) foi tema de mais um treinamento oferecido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A capacitação, voltada para os gestores financeiros que atuam no Programa Leite Saudável, aconteceu nesta segunda e terça-feira (24/5), na sede do Senar Brasil, em Brasília. Os técnicos do Senar Goiás Railson de Paula, Lidiane Suares e Guilherme Bizinoto, participaram da capacitação visto que a instituição atuará na execução do programa em terras goianas.

Serão assistidas no estado 500 propriedades rurais produtoras de leite na região sul de Goiás, com objetivo principal de produzir um leite seguro e de qualidade, assistindo os produtores rurais e capacitando transportadores de leite e técnicos de laticínios. Segundo o técnico Guilherme Bizinoto, o programa será executado através de um Convênio celebrado entre o Mapa (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) e Senar. As contratações de todos os prestadores de serviço para o desenvolvimento do trabalho serão através do Siconv.

O curso teve 16 horas/aula e contou com a participação de nove profissionais de cinco estados: Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Segundo a coordenadora do Programa Leite Saudável, Luana Frossard de Aguiar, o foco do treinamento foi a operacionalização do sistema, que será utilizado para o lançamento de notas fiscais e pagamentos dos técnicos que prestarão Assistência Técnica e Gerencial para os produtores de leite atendidos dentro do programa. “Buscamos priorizar a parte operacional do Siconv para que eles saibam declarar as informações corretamente e facilitar o pagamento dos fornecedores”, explica.

O coordenador de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar, Matheus Ferreira, reconhece que o Siconv tem certa complexidade, mas é um sistema operacional que poderá trazer benefícios. Para ele, a principal vantagem é a possibilidade de executar as etapas em paralelo com a prestação de contas. “É um modelo organizado e com características positivas. Estamos aprendendo juntos e acredito que teremos todas as condições de utilizar essa ferramenta de forma correta”, salienta.

Opinião semelhante tem a gestora financeira do Leite Saudável em Minas Gerais, Elisângela de Oliveira Santos. Ela conta que o Siconv envolve vários aspectos, mas tem como diferencial ser um sistema único de gerenciamento, o que facilita o trabalho e evita erros. “A medida que você vai alimentando com dados, a prestação de contas já fica pronta. Esses treinamentos agregam muito para nós e direcionam melhor as responsabilidades das regionais e do Senar Brasil”.

Alceu Romano Slomski, gestor do programa em Santa Catarina, revela que existe muita expectativa por parte dos técnicos de campo do estado em relação ao pagamento dos serviços prestados. “É um sistema nacional e somente os contadores públicos conhecem. As simulações e atividades práticas estão nos ajudando a entender melhor. Acredito que depois ele ficará mais simples de operacionalizar”, observa.