Campo Limpo comparece em peso para atendimentos

  • Data: 27/06/2016

Murillo Soares
Quem passou pela Escola Municipal Alfredo Pedro da Silveira, em Campo Limpo, neste sábado (25), viu muita movimentação. Era a equipe do Faeg/Senar em Ação, que levou para o município diversos atendimentos de saúde e cidadania, além de demonstração de cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás). O evento aconteceu em parceria entre a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), o Sindicato Rural (SR) de Anápolis e a Associação Brasileira de Urologia.

E quem chegou cedo quis aproveitar o máximo de atendimentos. Dona Maria Inês Thomaz dos Santos, 56, mudou-se de São Paulo para Campo Limpo há um ano e seis meses. Nesse meio tempo, descobriu que precisava com urgência de consulta com um Cardiologista, mas “nunca consegui vaga”, lamentou. “Quando ouvi, em um carro de som, que teriam todas essas especialidades médicas aqui, na hora disse para meu filho ‘nós vamos’”, contou. Ela aproveitou e ainda consultou-se com um Oftalmologista. “Atendimento muito bom. Deveria ter mais vezes”, desabafou.

Rosângela Aparecida dos Santos Dias, 19, também esteve no evento, acompanhada de sua mãe, Cleonice Borges dos Santos, 38, e seu filho, o pequeno Micael, de apenas 4 meses. “Vim vaciná-lo”, disse. A mãe, por outro lado, foi consultar-se com um cardiologista. “É uma oportunidade única para termos atendimento médico de qualidade. Na maioria das vezes, temos de nos deslocar para Anápolis, que é a cidade grande mais próxima”, afirmou Rosângela. Mesmo assim, segundo ela, nem sempre é fácil conseguir uma consulta de qualidade, a não ser que seja particular. “Para ter o Micael, por exemplo, eu tive que ir até lá”, lembrou. E, assim como dona Maria Inês, ela também gostaria de ter mais edições do programa em Campo Limpo.

Quem também externou a vontade de mais edições do Faeg/Senar em Ação neste município foi o vice-presidente do SR de Anápolis e presidente da Comissão de Assuntos Fundiários e Segurança Rural da Faeg, José Caixeta. “É sempre um prazer trazer ações como esta para cá. São parcerias salutares como esta que fazem com que estejamos presentes aqui e tenhamos vontade de fazer sempre mais para a população”, bradou.

Ele lembrou que o Senar Goiás, através do SR, tem mais de 130 cursos à disposição da população, para que qualquer um possa se profissionalizar. “É assim que trabalhamos: tocando a vida das pessoas e consolidando cada vez mais o Agronegócio em Goiás”, sublinhou. “E tudo aquilo que for possível e estiver ao nosso alcance, com o apoio e a parceria da Faeg, traremos para Campo Limpo”, finalizou.

Prevenção
Há algum tempo, o Senar uniu-se à Associação Brasileira de Urologia para levar mais saúde ao homem do campo. Nesta edição do Faeg/Senar em Ação, o presidente da entidade, dr. Antônio de Moraes Júnior estava presente e revelou dados alarmantes aos presentes. “Um em cada seis homens têm câncer de próstata no Brasil e, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), 70 mil novos casos são diagnosticados com a doença”, alertou.

Só no Brasil, continuou ele, a cada 24 minutos é um novo diagnóstico e, a cada 33 minutos, um óbito. Ele afirma, no entanto, que, se a doença for descoberta em tempo, tem 90% de chance de cura. “Por isso, os exames preventivos são tão importantes”, sublinha. “O PSA pode falhar em 20% dos casos, então é importante também fazer o temido exame do toque. E, caso os dois não deem certeza, faz-se uma biopsia”, explica.

Iniciativas como o Faeg/Senar em Ação são importantes, de acordo com o médico, porque levam atendimento de qualidade a quem tem acesso mais restrito. “É bom ressaltar que o câncer é assintomático em fase inicial. Quando o paciente começa a sentir algo, significa que a doença já está em estágio muito avançado. Prevenção é importante”, disse. Ele alertou que homens com histórico de câncer na família devem começar a fazer os exames preventivos aos 40 anos. Os demais, aos 45.