Francisco Vila Congr. Int. Carne 2013 DSC 0057Tema será abordado durante a Expopec 2017

O contexto da evolução da pecuária moderna e o perfil específico de gestoras femininas na atividade. Este é o foco da palestra ‘Mulher, inevitavelmente herdeira, desejavelmente sucessora’, que será ministrada no dia 23 de março, das 15 às 15h40, em Porangatu (GO), pelo diretor da Sociedade Rural Brasileira, Francisco Vila. A atividade faz parte da programação da Expopec 2017 – Exposição das tecnologias voltadas ao desenvolvimento da pecuária – evento que ocorrerá de 23 a 26 de março, no Parque de Exposição de Porangatu.

Segundo o palestrante, as mulheres podem participar da pecuária em diversas funções como técnicas especializadas - desde veterinária, zootecnista, agrônoma, administradora ou especialista em marketing -, como sucessoras, com uma papel relevante na gestão da propriedade familiar, seja com os pais ou irmãos, seja sozinha como sócia-diretora, e como herdeira, executando um papel de sócia passiva, normalmente com realização profissional em outros domínios.

De acordo com Francisco Vila, abordar este tema é importante, porque metade da população é de mulheres e herdeiras.  “Com a crescente mudança do perfil da mulher em função do avanço tecnológico e da transformação da pecuária pesada para a pecuária inteligente, todas as funções na fazenda, desde o manejo de máquinas sofisticadas ao manejo do pasto e dos animais, podem ser igualmente bem executadas por homens e mulheres”, ressalta. Ele acrescenta que a mulher parece possuir algumas características na gestão que podem gerar resultados maiores do que dos homens, pois ela foca mais nas pessoas e menos em processos e máquinas. “O futuro do setor coloca as pessoas no centro do modelo de negócio. Até o manejo dos animais será facilitado com drones, chips, balanças eletrônicas, etc”, explica.

Francisco relata ainda que as mulheres produzem resultados compatíveis com aqueles dos seus pais ou maridos - no caso da gestão autônoma de uma das fazendas no caso de várias do patrimônio familiar. “Existe, sim, um primeiro choque de novidade quando a mulher toma conta da gestão. Alguns funcionários deixam a propriedade, mas no médio e longo prazo a mulher não só ocupa bem o espaço, ela é preferida entre os empregados devido a sua inteligência emocional que complementa a inteligência de processos”, complementa.

Expopec 2017

O objetivo do evento é divulgar as tecnologias voltadas ao aprimoramento da produção de carne bovina, ovina e suína no Centro-Oeste, além de discutir e apresentar o que há de mais novo no mercado nacional e internacional. A exposição terá em sua programação palestras, demonstrações e oficinas, feiras de touros, espaço para negócios, exposição de animais, shopping de cavalos, visitas técnicas, vitrine da carne, leilão, festival gastronômico e outras atividades.

Durante os quatro dias de evento, quem comparecer ao município de Porangatu poderá participar de discussões e sugestões de políticas públicas para a cadeia produtiva da carne - mercados bovinos, suínos e ovinos/carneiros -, palestras com renomados especialistas, pesquisadores, técnicos e consultores do mercado, além de lançamento e demonstração de novos produtos, equipamentos e serviços. A realização é da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), do Sindicato Rural de Porangatu e do Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag).

Ficha Técnica

2ª Expopec
Data: 23 a 26 de março de 2017
Local: Parque de Exposições Agropecuárias ‘Hilton Monteiro da Rocha’
Endereço: Av. Brasília, Vila Rosa, Porangatu (GO)

Site: www.expopec.com.br