Um dos destaques da Vitrine da Carne nesta terceira edição da ExpoPec é a carne de ovinos, que abrange três tipos de animais: cordeiro, carneiro e ovelha.

   vitrine carneiroA carne de cordeiro, hoje a mais consumida em função de sua sua textura  macia, consistência firme e pouca gordura, foi um dos destaques do  chef Daniel Furtado durante mais uma aula show apresentada aos visitantes da exposição. O especialista em cortes  há mais de vinte anos, o chef ensinou ao público várias alternativas para o preparo da carne nobre.

   Durante a aula lotada de visitantes, Daniel mostrou que é possível aproveitar 100% do animal. Fazendo o corte do carneiro ao vivo, o chef mostrou na prática que partes do  animal menos consumidas como paleta, pescoço e pernil, rendem grelhado, ensopados, cozidos de panela. Daniel enfatiza ainda que é necessário aprender a trabalhar com a carne de carneiro " As pessoas costumam consumir a carne de carneiro só assada, mas a verdade é que com criatividade, é possível aproveitar a carne em vários cortes e opções de consumo, como por exemplo, steak, bife ou até mesmo tira-gosto", explica.

 A agricultora Rosilene Pereira Gomes conta que ela e o esposo planejam criar carneiros na chácara no Município de Bonópolis onde moram. Ela confessa que depois de assistir atentamente à aula do chef, já está ansiosa para colocar em prática tudo o que viu " Isso que aprendi aqui vai me servir muito para quando a gente tiver criando carneiro em casa, agora vou saber cortar e preparar a carne", diz entusiasmada.   

   Daniel Furtado enfatizou a perspectiva de crescimento do consumo da carne de ovinos em função do aumento da produçao do animal na região. O chef explica que os produtores regionais investem em  linhagens com muita qualidade e alavanca o aumento do consumo da carne.  " Por isso estamos fazendo isso aqui, ensinando as pessoas a consumir esse tipo de carne e o principal, mostrando que é possível aproveitar todos os cortes do animal", diz. 

O espacialista afirma ainda que para todos os ovinos, há opçoes de cortes e inúmeras possibilidades de preparo " A gente tem que aprender a trabalhar mais com essas carnes", conclui.

Por Ana Paula Almeida

Fotos: Larissa Melo e Anne Vilela